Variedades

JIGGS

Cynodon dactylon cv Jiggs

Uma das mais recentes cultivares de Cynodon introduzidas no Brasil, possui alto valor nutricional sendo muito utilizado para feno ou pastagens irrigadas em sistemas intensivos de produção.

Home / Jiggs

Jiggs

O capim Jiggs (Cynodon dactylon) é uma das mais recentes cultivares de Cynodon introduzidas no Brasil. É resultado de seleção de grama bermuda por um fazendeiro do leste do Texas – EUA em 1989 e desenvolvido na Texas A & M University.

Essa cultivar tem elevada capacidade de suporte em períodos de estiagem prolongados e apresenta crescimento superior ao das demais cultivares de grama bermuda durante esse período. Apresenta características interessantes para as condições climáticas brasileiras, com alto potencial de adaptação.

Dados Nutricionais e Produtividade

%

Proteína Bruta

%

Fibra Detergente Neutro

Produtividade (Ton MS/ha/ano)

Nome cientifico: Cynodon dactylon

Cultivar: Jiggs

Fertilidade do solo: Alta

Forma de crescimento: Prostrado

Altura: 30 cm

Utilização: Pastejo direto, fenação

Digestibilidade: Boa

Palatabilidade: Boa

Precipitação pluviométrica: 635 a 1700mm anuais

Tolerância à seca: Boa

Tolerância ao frio: Boa

Teor de proteína: 20 a 22 % na MS

Profundidade de plantio: 5 cm

Ciclo vegetativo: Perene

Produção de forragens: 20 ton/ha/ano de MS

Cigarrinha das pastagens: Média

Consorciação: Leucena, guandu, calopogônio, stylosantes, etc

Origem

EUA – Leste do Texas

É uma variedade que apresenta características interessantes para as condições climáticas brasileiras, com um alto potencial de adaptação às condições de clima tropical e sub-tropical e mais tolerante ao frio.

Exige solos de alta fertilidade, com textura argilosa e bem drenados, não suportando alagamento. Requer níveis de pH variando de 5,6 a 6,5.

O plantio deverá ser realizado com mudas, com espaçamento de 1,0 x 1,0m.

Por ocasião de plantio fazer a adubação química de acordo com a análise de solo adicionando fonte de fósforo e potássio.

Em solos com baixo teor desses elementos, distribuir a lanço:

Adubação de Plantio:
– 100 Kg/ha de P2O5

Adubação de Formação:
– 250 Kg/ha de 20-05-20 aos 30 dias

Possui folhas e estolões finos. Poucos rizomas e finos.

Vegeta bem em solos pobres e possui alto potencial produtivo.

Destinado para o pastejo direto e fenação. O corte ou entrada dos animais deverá ser feita com a planta atingindo 30 a 40 cm de altura, deixando um resíduo de 5 cm.

Soluções Digitais

A Viver Grass possui algumas ferramentas e serviços para ajudar os agricultores e pecuaristas a tomar decisões corretas, ajudando a maximizar seu retorno financeiro com a sua atividade. Abaixo estão as soluções disponíveis no momento.

LabGrass™

© 2019 Viver Grass | Institucional. Todos os direitos reservados