Variedades

COAST CROSS

Cynodon dactylon (L.) Pers

Gramínea que possui alta relação folha/caule, indicada para alimentação de animais de alta produção, sendo uma ótima forrageira para produção de fenos.

Home / Coast Cross

Coast Cross

O capim Coast-Cross é um híbrido estéril, proveniente da América do Norte resultante do cruzamento de Cynodon dactylon cv. Coastal bermuda com Cynodon nlenfuensis cv. Robusto.

É uma planta perene, não rizomatosa, de crescimento prostrado, com estolões longos, delgados e glabros.

O capim Coast Cross apresenta todas as características morfológicas e valor nutritivo de uma boa forrageira para produção de feno. Além disso, pode ser utilizado em pastejo direto com equinos, ovinos, bovinos em lactação ou na recria de bezerros de leite e corte.

Dados Nutricionais e Produtividade

%

Proteína Bruta

%

Fibra Detergente Neutro

Produtividade (Ton MS/ha/ano)

Nome cientifico: Cynodon dactylon (L.) Pers 

Cultivar: Coast Cross

Fertilidade do solo: Alta

Forma de crescimento: Crescimento prostrado

Altura: 30 a 40 cm

Utilização: Pastejo direto, Fenação (Alta Qualidade).

Digestibilidade: Boa

Palatabilidade: Boa

Precipitação pluviométrica: 635 até 1700 mm anuais

Tolerância à seca: Boa

Tolerância ao frio: Boa

Teor de proteína: 16 a 20% na MS

Profundidade de plantio: 5 cm

Ciclo vegetativo: Perene

Produção de forragens: 20 ton/ha/ano de MS

Cigarrinha das pastagens: Média tolerância

Consorciação: Leucena, Guandu, Calopogônio, Stylosantes etc.

Origem

EUA – Geórgia

É uma gramínea que vegeta bem desde o nível do mar até altitudes de 1800m. Cresce bem em regiões com precipitações de 635mm até 1700mmm.

Suporta bem as baixas temperaturas, sobrevivendo em condições de até 2ºC. Exige solos de alta fertilidade, com textura argilosa e brem drenados, não suportando alagamento. Requer níveis de pH variando de 5,6 a 6,5.

O plantio deverá ser realizado com mudas, com espaçamento de 1,0 x 1,0m. Por ocasião de plantio fazer a adubação química de acordo com a análise de solo adicionando fonte de fósforo e potássio.

Em solos com baixo teor desses elementos, distribuir a lanço:

Adubação de Formação:
– (04-30-16 + Zn) – Quantidade de acordo com a recomendação
– 40 Kg/ha de FTE BR 10 ou FTE BR 12
– 40 Kg/ha de N (uréia ou Sulfato de Amônia) após 15 dias

Adubação de Manutenção:
– 200 a 300Kg/ha/ano de N – Parcelados a cada ciclo de pastejo
– 250 Kg/ha/ano de K – Parcelados a cada ciclo pastejo
– 60 a 80 Kg/ha/ano P2O5 – única dosagem

Planta perene, estolonífera e sem rizomas. Crescimento prostrado. Enraizamento com facilidade em contato com o solo. Colmos macios. Folhas macias e pilosas.

Exigente em fertilidade e não tolera solos ácidos, pobres em nutrientes e mal drenados. Apresenta boa resistência ao pastejo. Propagação vegetativa por mudas.

Pastejo direto e Fenação. Corte ou entrada dos animais deve ser feita com a planta atingindo 30 a 40 cm de altura, deixando um resíduo de 5 cm

Soluções Digitais

A Viver Grass possui algumas ferramentas e serviços para ajudar os agricultores e pecuaristas a tomar decisões corretas, ajudando a maximizar seu retorno financeiro com a sua atividade. Abaixo estão as soluções disponíveis no momento.

LabGrass™

© 2019 Viver Grass | Institucional. Todos os direitos reservados