Variedades

BRS CAPIAÇU

Pennisetum purpureum Schum

O BRS Capiaçu ou Clone CNPGL 92-79-2 é uma cultivar obtida pelo cruzamento entre os acessos Guaco IZ2 (BAGCE 60) e Roxo (BAGCE 57), sendo fruto do Programa de Melhoramento do Capim Elefante conduzida pela Embrapa Gado de Leite.
A cultivar destaca-se pela alta produção de biomassa, composição química da forragem e menores custos quando comparado com outras culturas utilizadas para silagem.

Home / BRS Capiaçu

O Capim Elefante BRS Capiaçu

Destacando-se das demais cultivares de Capim Elefante, a BRS Capiaçu apresenta resistência ao tombamento, facilidade para colheita mecânica, ausência de joçal e touceira eretas e densas.

Podendo ser cultivada em todo o território nacional, a BRS Capiaçu possui características que se destacam quando comparadas a outras forrageiras utilizadas para ensilagem.

Dados Nutricionais e Produtividade

%

Proteína Bruta

%

Fibra Detergente Neutro

Produtividade (Ton MS/ha/ano)

Nome cientifico: Pennisetum purpureum Schum

Cultivar: BRS Capiaçu (Guaco IZ 2 BAGCE) e (Roxo BAGCE 57)

Fertilidade do solo: Alta

Forma de crescimento: Cespitoso, Touceira ereta

Altura: 4,2 m

Utilização: Corte in natura, Silagem

Digestibilidade: Boa

Palatabilidade: Boa

Precipitação pluviométrica: Acima de 800mm anuais

Tolerância à seca: Boa

Tolerância ao frio: Boa

Teor de proteína: 9,1% na MS

Profundidade de plantio: 10 a 15 cm

Ciclo vegetativo: Perene

Produção de forragens: 108,5 a 112,2 ton/ha de massa verde / corte

Cigarrinha das pastagens: Suscetível

Consorciação: 

Origem

Brasil – Embrapa

A BRS Capiaçu se destaca das demais cultivares de capim elefante por apresentar resistência ao tombamento, facilidade para a colheita mecânica, ausência de joçal (pelos) e touceiras eretas e densas.

A BRS Capiaçu pode ser cultivada em locais de clima tropical, sendo recomendada para o Bioma de Mata Atlântica. A cultivar é exigente em relação às condições de solo, devendo ser cultivada em solos profundos, bem drenados e deboa fertilidade. Cultivar exigente, requerendo níveis de pH acima de 5,5 e Saturação de bases acima de 60%. O plantio deverá ser realizado por mudas ou colmos espaçados entre si de 0,8 m a 1,2m.

Adubação de Plantio
– 120 Kg/ha de P2O5 – 600 kg/ha de Superfosfato Simples
– 90 Kg/ha de KCl

Adubação de Cobertura
– 1200 Kg/ha/ano de 20-05-20 – Fracionado por Corte

 

A cultivar apresenta porte alto (4,2 m); touceiras de formato ereto; folhas largas, compridas, de cor verde e nervura central branca; colmos grossos (1,6 cm), internódio compridos (16 cm) e de coloração amarelada. Apresenta média de 30 perfilhos/m2 e florescimento tardio (julho-agosto).

  • Elevado potencial produtivo.
  • Touceiras eretas e densas.
  • Resistência ao tombamento.
  • Florescimento tardio
  • Bom valor nutritivo
  • Ausência de joçal (pelo)
  • Facilidade de colheita mecânica
  • Permite 2 a 5 colheitas anuais
  • Produz silagem de boa qualidade
  • Responsiva ao uso de fertilizantes  irrigação

A cultivar é indicada para cultivo de capineiras, visando a suplementação volumosa na forma de silagem ou picado verde. Devido ao seu elevado potencial de produção pode ser cultivada para produção de biomassa energética.

Soluções Digitais

A Viver Grass possui algumas ferramentas e serviços para ajudar os agricultores e pecuaristas a tomar decisões corretas, ajudando a maximizar seu retorno financeiro com a sua atividade. Abaixo estão as soluções disponíveis no momento.

© 2019 Viver Grass | Institucional. Todos os direitos reservados